Pesquisa

Através da leitura de estudos e artigos, e também do que podemos constatar localmente, aprendemos que há uma retirada progressiva da juventude do meio rural. Por outro lado, há um interesse crescente pela tecnologia neste grupo etário. Neste contexto, os pais e idosos em várias regiões vêem o território fértil a ser abandonado, despovoado e numa perspectiva agrícola, economicamente destruído o que provoca necessariamente problemas sociais.

Pelas contas feitas recentemente pelo actual Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Dr. Rui Barreiro, e anunciadas no início deste mês de Abril de 2011, Portugal tem cerca de dois milhões de hectares de terra abandonada – ou seja, uma área equivalente a cerca de dois milhões de campos de futebol pronta para ser trabalhada.

O governante, que falava na abertura do congresso internacional Agricultura Urbana e Sustentabilidade, que se realizou no Seixal, explicou que este recurso não pode ser desperdiçado mas não está a ser utilizado. Nessa intervenção foi ainda referido que é necessário integrar a agricultura com os instrumentos de gestão do território do poder local e que Portugal precisa de “reflectir sobre a agricultura” para poder tornar-se num “espaço mais produtivo, competitivo e sustentável” mas também alertou, para poder responder às crises económicas: “O paradigma da globalização vai mudar, os mercados locais e regionais vão ter cada vez mais importância”, concluiu o governante.

Num contexto económico tão sensível para o País, a inclusão da juventude no meio rural reveste-se de especial importância e começa a ganhar influência nas suas perspectivas para o futuro e no seu desejo de realização pessoal.

Para entendermos melhor o constante comportamento de transformação dos jovens efectuámos várias pesquisas. Através dessas pesquisas e também dos nossos próprios anseios enquanto jovens, concluímos que teríamos de propor uma experiência atraente para que os participantes aderissem com entusiasmo ao projecto.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Pesquisa. ligação permanente.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s